segunda-feira, 23 de março de 2009

MÚCIO GÓES


Múcio Góes é poeta e tem 40 anos. Autorizou esta entrevista ao blog Sociedade Mutuante em 19/ 03/2009.


QUAL VERTENTE ARTÍSTICA SEGUE? ALÉM DESTE SEGMENTO, HÁ OUTRAS MANIFESTAÇÕES ARTÍSTICAS QUE GOSTARIA DE EXPERIMENTAR?
Prosa e Poesia são os oceanos em que navego a bordo de minha nau frágil. Gosto de música, quem sabe, um dia, compor...


POSSUI TRABALHOS PUBLICADOS? QUAIS?
Sim, O avesso e o verso; poesia, editado em 2008 pela Nossa Livraria, em Recife – PE.


QUANDO COMEÇOU A SE ENVOLVER COM ARTE?

Sempre gostei de escrever, mas nunca pensei em levar isso a sério um dia. No inicio eram textos impublicáveis, poemas indizíveis, aliás, o que hoje não mudou tanto.


PODERIA RELATAR DE FORMA SIMPLIFICADA UM DIVISOR DE ÁGUAS EM SUA CARREIRA?
Num momento de muita dor, um acidente de carro, suas seqüelas, a poesia se fez jorrar além da gaveta.


INFLUÊNCIAS E/OU PREDILEÇÕES?
Drummond, Pessoa, Quintana... influências do Concretismo, do verso rasteiro de Leminski, buscando uma lira moderna, um verso “unclichê”.


UM MOMENTO MARCANTE EM SUA TRAJETÓRIA?
Ver no papel o resultado de meu trabalho poético.


QUAL É A SUA FORMAÇÃO? EM QUE MEDIDA ESTA INFLUENCIOU SUA TRAJETÓRIA ARTÍSTICA?
Sou formado na escola da vida, e capto do cotidiano a matéria-rima da minha poesia.


COMO SE DEU O PROCESSO DE PUBLICAÇÃO E DE DIVULGAÇÃO DO SEU PRIMEIRO LIVRO DE POESIAS “O AVESSO E O VERSO”?
A ideia virou fato com a ajuda de uma grande amiga, elo fundamental entre autor e editora. Divulguei fazendo uso do meu blog, do Orkut, convites impressos, e amigos.


O SEU PRÓXIMO LIVRO DE POESIAS “GRÃOS AO ALTO!” SERÁ LANÇADO EM BREVE. QUAL É A PROPOSTA DESTA NOVA OBRA? EXISTEM PONTOS EM COMUM NAS DUAS OBRAS?
Grãos ao alto!, mais um livro de poesia na mesma linha do anterior. São poemas soltos, jogados no papel, como grãos, sem aquela separação por temas, para que a cada virar de página o leitor tenha uma surpresa, assim espero!


QUAIS SÃO OS SEUS PLANOS FUTUROS?
Tenho um vasto material em prosa, e penso passar para o papel.

4 comentários:

Múcio L Góes disse...

meus queridos, estou honrado e feliz pela oportunidade, o espaço.

louvado seja o eterno disseminar da poesia.

muito obrigado.

abs!

CrisMeloLu disse...

Estou mais FELIZ ainda em ver essa reportagem linda e acompanhar ainda que de forma distante, o desenvolvimento do seu trabalho.

VOCÊ merece!!!

Alexandre Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandre Souza disse...

Sempre gostei de Gregório de Matos,Quintana e Carlos Pena,ai a vida me fez travar contato com Múcio e consequentemente com seu trabalho.Uma mistura de todos eles com um toque contemporâneo de ótima qualidade.Um super pensador,um super amigo,um super poeta.Salve Múcio !